quarta-feira, 7 de outubro de 2009

Outras pérolas, extraídas de vestibulares da UFRJ, PUC-RJ e Unicamp:

- E por enquanto a decisão está indecisa.
- Hitler, apesar de tudo, era um grande extrativista.
- É preciso deter o avanço bélico e fronteiriço dos EUA.
- Todos os seres humanos (menos algumas exceçoes) habitam esse pequeno e
frágil globo chamado planeta terra.
- Ao longo dos tempos, como todos esperávamos, a história mundial vem se
modificando.
- As pessoas morrem agonizadamente.
- Milhares de pessoas pegaram epidemia de cólera.
- Tecnologia sigifica dinheiro, e como só um terço do mundo possui esse
recurso...
- No passado, nao existia absolutamente nada para se comunicar, se informar
e com o passar do tempo as coisas foram mudando radicalmente.
- Quem sabe se na pré-história os indivíduos pretencentes à raça humana já
tinham idéia de se comunicar com os outros mesmo a longas distâncias? Ou
quem sabe se eles eram até mais evoluídos do que nós? Uma coisa é certa:
eles existiram.

(colaboração: Luiz Ferraz Netto)

Humor na Ciência

Vestiburradas

Aqui estão algumas pérolas que já foram escritas em
redações e questões dissertativas por alguns estudantes.


- Lavoisier foi guilhotinado por ter inventado o oxigênio.
- O nervo ótico transmite idéias luminosas ao cérebro.
- O vento é uma imensa quantidade de ar.
- O terremoto é um pequeno movimento de terras não cultivadas.
- Os egípcios antigos desenvolveram a arte funerária para que os mortos
pudessem viver melhor.
- Pericles foi o principal ditador da democracia grega.
- O problema fundamental do terceiro mundo é a superabundância de
necessidades.
- O petróleo apareceu há muitos séculos, numa época em que os peixes se
afogavam dentro d'água.
- A principal função da raiz é se enterrar.
- A igreja ultimamente vem perdendo muita clientela.
- O sol nos dá luz, calor e turistas.
- As aves têm na boca um dente chamado bico.
- A unidade de força é o Newton, que significa a força que se tem que
realizar em um metro da unidade de tempo, no sentido contrário.
- Lenda é toda narração em prosa de um tema confuso.
- A harpa é uma asa que toca.
- A febre amarela foi trazida da China por Marco Polo.
- Os ruminantes se distinguem dos outros animais porque o que comem,
comem por duas vezes.
- O coração é o único órgão que não deixa de funcionar 24 horas por
dia.
- Quando um animal irracional não tem água para beber, só sobrevive se
for empalhado.
- A insônia consiste em dormir ao contrário.
- A arquitetura gótica se notabilizou por fazer edifícios verticais.
- A diferença entre o Romantismo e o Realismo é que os românticos
escrevem romances e os realistas nos mostram como está a situação do
país.
- O Chile é um país muito alto e magro.
- As múmias tinham um profundo conhecimento de anatomia.
- O batismo é uma espécie de detergente do pecado original.
- Na Grécia a democracia funcionava muito bem porque os que não estavam
de acordo se envenenavam.
- A prosopopéia é o começo de uma epopéia.
- Os crustáceos fora d'água respiram como podem.
- As plantas se distinguem dos animais por só respirarem a noite.
- Os hermafroditas humanos nascem unidos pelo corpo.
- As glândulas salivares só trabalham quando a gente tem vontade de
cuspir.
- A fé é uma graça através da qual podemos ver o que não vemos.
- Os estuários e os deltas foram os primitivos habitantes da
Mesopotamia.
- O objetivo da Sociedade Anônima é ter muitas fábricas desconhecidas.
- A Previdência Social assegura o direito à enfermidade coletiva.
- O Ateísmo é uma religião anônima.
- A respiração anaeróbia é a respiração sem ar que não deve passar de
três minutos.
- O calor é a quantidade de calorias armazenadas numa unidade de tempo.
- Antes de ser criada a Justiça, todo mundo era injusto.
- Caracter sexual secundário são as modificações morfológicas sofridas por
um indivíduo após manter relações sexuais

(fonte: Glaucia Fleckner (fleckner@uol.com.br))

sábado, 19 de setembro de 2009

Coisas que gosto


Soneto de Fidelidade

Vinicius de Moraes


De tudo ao meu amor serei atento
Antes, e com tal zelo, e sempre, e tanto
Que mesmo em face do maior encanto
Dele se encante mais meu pensamento.

Quero vivê-lo em cada vão momento
E em seu louvor hei de espalhar meu canto
E rir meu riso e derramar meu pranto
Ao seu pesar ou seu contentamento

E assim, quando mais tarde me procure
Quem sabe a morte, angústia de quem vive
Quem sabe a solidão, fim de quem ama

Eu possa me dizer do amor (que tive):
Que não seja imortal, posto que é chama
Mas que seja infinito enquanto dure.


Vinicius de Moraes, "Antologia Poética", Editora do Autor, Rio de Janeiro, 1960, pág. 96.

Amor é fogo que arde sem se ver


Amor é fogo que arde sem se ver;
É ferida que dói e não se sente;
É um contentamento descontente;
É dor que desatina sem doer;

É um não querer mais que bem querer;
É solitário andar por entre a gente;
É nunca contentar-se de contente;
É cuidar que se ganha em se perder;
É querer estar preso por vontade
É servir a quem vence, o vencedor;
É ter com quem nos mata lealdade
Mas como causar pode seu favor
Nos corações humanos amizade,
Se tão contrário a si é o mesmo Amor?

Luís de Camões (1524-1580)